Soluções > Climas > Case

Invepar: Gerenciamento de emissões de GEE dentro de um negócio complexo

O DESAFIO

A Invepar, grupo brasileiro que atua no segmento de infraestrutura em transportes, foi criada em 2000 e logo conseguiu importantes concessões, como a LAMSA (Linha Amarela S.A., no Rio de Janeiro) e a CLN (Concessionária Litoral Norte, na Bahia). Atualmente, é composta por 11 empresas concessionárias de serviços públicos nas áreas de Rodovias, Aeroportos e Mobilidade Urbana: Gru Airport, MetrôRio, LAMSA, CLN, CART, Bahia Norte, CRA, CRT, Via040, ViaRio e VLT. A empresa também controla a Metrobarra S.A., empresa responsável pela aquisição e disponibilização de materiais e sistemas utilizados na Linha 4 do metrô no Estado do Rio de Janeiro.

Além de prezar pela segurança e pelo conforto dos usuários das concessões, o grupo se preocupa com sua responsabilidade socioambiental, tendo como um de seus valores a sustentabilidade. Assim, a Invepar desenvolveu a sua Política de Sustentabilidade, estabelecendo diretrizes que buscam alinhar uma visão de gestão empresarial às ações que visam combater os desafios ambientais enfrentados hoje.

As empresas que atuam no setor de infraestrutura são muito avaliadas quanto a questões ambientais, especialmente em relação aos seus impactos sobre a mudança do clima. Sendo a Invepar um grupo que trabalha com meios de transporte, que por sua vez são rapidamente associados às emissões de GEE, os inventários de emissão se tornaram fundamentais para a operação do Grupo.

Assim, no final de 2013, buscando atender aos requisitos de sustentabilidade exigidos por investidores globais (bancos de desenvolvimento regionais, fundos de investimento e bolsas de valores), a Invepar começou a demandar de todas as suas empresas a realização de inventários de GEE e a gestão sobre as suas emissões. Surgiu, então, um desafio relevante para a companhia:

gerir as informações de emissão de GEE em todas as empresas da Invepar, visando a redução desses índices, dentro da perspectiva de negócio complexo e diverso (como é o do grupo), de maneira eficiente e assertiva.

 

A AÇÃO

Ao inventariar emissões de gases de efeito estufa (GEE), uma organização consegue identificar suas fontes mais relevantes para adotar medidas capazes de reduzir ou compensar esse impacto. A Invepar controla 11 empresas de perfis diversos que estão localizadas em regiões distintas. Com um negócio tão difuso e heterogêneo, a companhia tinha o desafio de gerir as emissões de serviços variados, que abrangem metrôs, aeroportos e rodovias, cada um deles com necessidades específicas. Havia, então, a demanda de uma forma de mensuração eficiente para todas as empresas do grupo.

Após elaborar os inventários da Linha Amarela (LAMSA) e do MetrôRio, a WayCarbon foi procurada pelo corporativo da companhia, em 2014, para desenvolver os inventários das demais empresas do grupo de forma objetiva, prática e assertiva, visando oferecer uma resposta às demandas dos investidores identificadas em um estudo prévio.

Essa demanda levou à busca por uma tecnologia capaz de atender a demanda de agilidade e do grande volume de informações das empresas da Invepar. Nesse momento, surgiu a proposta do CLIMAS®, software de gestão de indicadores de sustentabilidade que permite o controle de dados de entrada, obtenção de resultados em tempo real, quantificação de emissões de GEE e análise dos resultados atingidos por meio de funcionalidades de Business Inteligence. Das 11 organizações, 8 manifestaram interesse em utilizar o software, que foi configurado para a realidade de cada uma delas.

Com o auxílio do CLIMAS®, a Invepar pôde monitorar as emissões das suas empresas de uma maneira mais eficiente, consolidando a prática de gerenciar as emissões de GEE das companhias controladas pelo grupo.

Retornar às soluções